Taxa moderadora de exames de saúde mais caras que o custo real

Utentes pagam mais...

06 outubro 2003
  |  Partilhar:

O Ministério da Saúde está a cobrar aos utentes taxas moderadoras que, em alguns exames, são superiores ao preço dos mesmos, denunciou segunda-feira a Federação Nacional dos Prestadores de Cuidados de Saúde (FNPCS).
 

 

Abel Bruno Henrique, secretário-geral da FNPCS, especificou, em declarações à Agência Lusa, que em algumas valências, como a medicina física e de reabilitação, cerca de 15 por cento dos exames efectuados têm um custo inferior a um euro, embora a taxa moderadora cobrada ao utente tenha este valor.
 

 

Contactado pela Lusa, o porta-voz do gabinete do ministro da Saúde declarou que o Ministério recebeu já reclamações relativamente a esta questão por parte de prestadores privados de cuidados de saúde, e que o Instituto de Gestão Informática e Financeira da Saúde (IGIFS) «está a rever as situações detectadas».
 

 

A mesma fonte adiantou que o problema poderá estar solucionado durante esta semana e, «em princípio, será reduzida a taxa moderadora» nesses casos, e não aumentado o valor do exame.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.