Tabagismo encurta esperança de vida em cinco anos

Dados apresentados na revista do National Cancer Institute

27 agosto 2008
  |  Partilhar:

O tabagismo encurta a vida dos homens e das mulheres em pelo menos cinco anos, segundo uma nova estimativa dos riscos de mortalidade publicada na revista norte-americana do National Cancer Institute.
 

 

Para os homens que fumam, o risco de morrer de Cancro do Pulmão depois dos 60 anos é mais elevado que o de morrer de Doença Cardiovascular, de acordo com estes dados.
 

 

Em contrapartida, para os que nunca fumaram, a probabilidade de morte por Doença Cardiovascular ultrapassa em qualquer idade a de morte por Cancro do Pulmão, do Cólon ou da Próstata.
 

 

Entre as fumadoras, os riscos de morrer de Cancro do Pulmão ou de Doenças Cardiovasculares são mais elevados até aos 40 anos do que os de morrer de Cancro da Mama, ao passo que entre as não fumadoras o risco de morte por Doenças Cardiovasculares é equivalente ao de sucumbir por Cancro da Mama até aos 60 anos.
 

 

Todavia, em qualquer idade, os homens têm um risco maior de mortalidade, juntando todas as causas, do que as mulheres, segundo este estudo.
 

 

Para chegar a este mapa das causas de mortalidade nos próximos dez anos, os investigadores recorreram a estatísticas dos Centros Nacionais de Saúde dos EUA.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.