Tabagismo associado ao risco de morte súbita entre as mulheres

Estudo publicado na revista “Circulation: Arrhythmia & Electrophysiology”

14 dezembro 2012
  |  Partilhar:

As mulheres que fumam moderadamente apresentam um risco aumentado de sofrer de morte súbita cardíaca. O estudo publicado na revista “Circulation: Arrhythmia & Electrophysiology” sugere ainda que as mulheres que fumam há vários anos poderão ainda apresentar um risco maior e que deixar de fumar pode diminuir ou mesmo eliminar este risco, ao longo do tempo.
 

“O tabagismo é um fator de risco conhecido da morte súbita cardíaca. Contudo, até à data não sabíamos como a quantidade e duração do tabagismo afetava o risco em mulheres aparentemente saudáveis”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Roopinder K. Sandhu.
 

Neste estudo, os investigadores da University of Alberta, no Canadá, analisaram a incidência da morte súbita cardíaca em mais de 101.000 mulheres saudáveis, que tinham entre 30 a 55 anos no início do estudo. As participantes que fumavam começaram a fazê-lo perto dos 20 anos.
 

Durante os 30 anos do período de acompanhamento, o estudo apurou que 351 participantes morreram de morte súbita cardíaca. As mulheres que fumavam moderadamente, entre um a 14 cigarros por dia, apresentavam um risco duas vezes maior de morte súbita, em comparação com aquelas que não fumavam.
 

Os investigadores também constataram que as participantes que fumavam e que não tinham antecedentes de doença cardíaca, cancro, ou acidente vascular cerebral tinham um risco duas vezes e meia maior de morte súbita, em comparação com as participantes saudáveis que nunca haviam fumado.
 

O estudo apurou que por cada cinco anos de tabagismo, o risco de morte súbita aumentava oito por cento. Entre as mulheres com doença cardíaca, o risco diminuía para níveis semelhante aos de uma não fumadora, após 15 a 20 anos de deixarem de fumar.
 

“A morte súbita cardíaca é habitualmente o primeiro sinal de doença cardíaca entre as mulheres, assim as mudança de estilo de vida são particularmente importantes para reduzir este risco. O nosso estudo demonstra que o tabagismo é um fator de riso modificável da morte súbita cardíaca entre as mulheres”, conclui, Roopinder K. Sandhu.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.