Tabagismo associado a artrite reumatóide em mulheres

Estudo apresentado na revista Annals of the Rheumatic Diseases

03 agosto 2006
  |  Partilhar:

 

O tabagismo aumenta o risco de artrite reumatóide em mulheres sem predisposição genética para a doença, revelou um estudo divulgado pela revista Annals of the Rheumatic Diseases.
 

 

No estudo, realizado por cientistas da University of California, São Francisco, EUA, participaram 115 mulheres que já tinham tido a menopausa e que sofriam da doença e outras 466 sem o problema de saúde.
 

 

A investigação incidiu sobre a idade em que tinham começado a fumar, quando tinham parado e quantos cigarros fumavam por dia. Segundo os investigadores, os resultados mostraram que o consumo de cigarros duplicava as possibilidades de desenvolver artrite reumatóide nas mulheres que não tinham herdado o gene HLA-DRB1 SE, a predisposição genética da doença. Entre as mulheres que tinham o factor genético, a exposição ao fumo do cigarro não estava relacionado com o aumento da doença.
 

 

Os autores ressalvaram ainda que o estudo apenas incluiu mulheres brancas de idade avançada, pelo qual não ficou provado que os mesmos efeitos se verifiquem em outros grupos de idade e comunidades étnicas diferentes.
 

 

Fonte: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.