Tabaco potencia esclerose múltipla

Fumadores são mais susceptíveis de sofrer da doença

28 outubro 2003
  |  Partilhar:

Um estudo publicado na última edição da revista Neurology revela que os fumadores têm duas vezes mais probabilidades de desenvolver esclerose múltipla do que aqueles que não fumam. O estudo, realizado por investigadores da Universidade de Bergen, na Noruega, conclui que os fumadores têm em média 1,81 mais probabilidades de serem afectados pela doença.A pesquisa incidiu sobre uma amostra de 22.312 pessoas que vivem no Condado de Hordaland, com idades entre os 40 e os 47 anos, a quem foi perguntado se alguma vez fumaram e se alguma vez tiveram esclerose múltipla ou outras doenças. Do total dos inquiridos, 87 confirmaram que desenvolveram a doença. Os resultados finais apontam assim que, entre fumadores e ex-fumadores, os homens têm 2,75 e as mulheres 1,61 mais riscos de desenvolverem esclerose múltipla e que entre o primeiro cigarro e o aparecimento da doença distam em média 15 anos. «Estes resultados vão ajudar-nos a aprender mais sobre as causas da esclerose múltipla olhando para a forma como o tabaco afecta o aparecimento da doença», afirma Trond Riise da Universidade de Bergen. A esclerose múltipla deve-se à destruição da camada de mielina que protege as fibras nervosas pelo próprio sistema imunitário. Não se sabe ao certo o que provoca esta destruição, que pode levar à cegueira e à paralisia dos membros, mas pensa-se que se trata de uma combinação de factores genéticos e ambientais. Fonte: Diário Digital

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.