Tabaco pode provocar danos cerebrais

Estudo publicado no "Journal of Neurochemistry"

16 julho 2009
  |  Partilhar:

Existe uma ligação directa entre o tabagismo e a ocorrência de danos cerebrais, sugere um estudo publicado no “Journal of Neurochemistry”.

 

Investigadores do National Brain Research Center, na Índia, descobriram que o tabaco contém um composto, o NKK, que induz os glóbulos brancos no sistema nervoso central a atacar as células saudáveis, o que resulta em graves danos neurológicos.

 

Os investigadores revelam que o NKK não é a causa directa dos danos nas células do cérebro, mas parece causar uma neuroinflamação que conduz a doenças como a esclerose múltipla.

 

Os investigadores descobriram que este composto pró-carcinogénico aumenta os níveis das proteínas envolvidas no stress, tais como as proteínas de sinalização, as proteínas efectoras e as citoquinas pró-inflamatórias, que actuam como mensageiras moleculares entre as células. Desta forma, o NKK despoleta uma resposta exacerbada por parte das células imunes presentes no cérebro, as micróglias.

 

Os autores do estudo explicam que, em situações normais, as micróglias só atacam as células danificadas, mas, quando estimuladas pelo NNK, atacam também as células saudáveis.

 

Os investigadores, liderados por Anirban Basu, alertam ainda para o facto de o NKK estar presente em todos os produtos de tabaco. Por outro lado, como o fumo do tabaco contém elevados níveis deste composto, os fumadores passivos também estão sob o risco de desenvolvimento de danos cerebrais.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.