Tabaco matou mais de 32 pessoas

Número de fumadores tem diminuído

03 março 2016
  |  Partilhar:
O tabaco matou mais de 32 pessoas por dia em 2013, tendo sido a primeira causa de morte em Portugal, embora o número de fumadores tenha vindo a diminuir, dá conta o relatório “Portugal – Prevenção e Controlo do Tabagismo em Números 2015”.
 
De acordo com a notícia avançada pela agência Lusa, as estimativas do Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde, dos EUA, citadas no relatório da DGS, apontam para mais de 12 mil óbitos em Portugal devido ao tabaco, incluindo a exposição passiva ao fumo.
 
Entre as mortes ocorridas devido ao consumo de tabaco, mais de metade foram em consequência de cancro e doenças respiratórias. No total, o consumo de tabaco foi responsável por 21% do total de mortes por cancro, 31% das mortes por doenças respiratórias, 9% de óbitos por doenças do aparelho circulatório, 2,5% das mortes por diabetes e 10% do total de óbitos por tuberculose.
 
O relatório refere que uma em cada cinco mortes ocorridas em pessoas com idades entre os 45 e os 64 anos são atribuíveis ao tabaco.
 
Relativamente à perda de anos de vida saudável devido ao tabaco, nos homens esta situação é provocada principalmente pelas neoplasias, seguidas das doenças do aparelho circulatório e as respiratórias crónicas. Nas mulheres, verifica-se que em primeiro lugar, na perda de anos de vida saudável, estão as doenças do aparelho circulatório, seguidas das respiratórias crónicas e só então as neoplasias. No entanto, é em particular no sexo masculino que ocorre a maior perda de anos vividos com saúde.
 
O relatório indica que, em 2014, 8,6% da população com mais de 15 anos encontrava-se exposta diariamente ao fumo ambiental do tabaco, principalmente nos espaços de lazer (38,3%), em casa (31%) e no local de trabalho (20,5%).
 
Contudo, verificou-se que houve uma descida no consumo global do tabaco, que registou uma ligeira diminuição (de 20,9% para 20%) nos consumidores com mais de 15 anos, entre 2005/2006 e 2014.
 
A prevalência de consumidores diários baixou quase dois pontos percentuais (de 18,7% para 16,8%) e a percentagem de ex-fumadores aumentou quase seis pontos percentuais (de 16,1% para 21,7%).
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.