Suspensão imediata da venda de Depuralina devido a suspeitas de efeitos secundários

Comunicado oficial lança o alerta

02 abril 2008
  |  Partilhar:

A venda do suplemento alimentar Depuralina foi suspensa terça-feira devido a "fortes suspeitas de associação causal entre a utilização" do produto e o aparecimento de episódios tóxicos graves, anunciou fonte oficial
 

 

As "fortes suspeitas" de choque anafiláctico (casos de alergias) e de toxicidade do fígado devido ao consumo da Depuralina surgiram após a notificação de "três casos graves de doença aguda, e após análise por especialistas da Direcção-Geral da Saúde, do Gabinete de Planeamento e Políticas do Ministério da Agricultura e do INFARMED".
 

 

Identificada a situação pelos dispositivos de alerta e seguindo o princípio da precaução e por razões de protecção da saúde pública, foi determinada a suspensão imediata da comercialização do suplemento alimentar Depuralina, segundo um comunicado da Direcção-Geral da Saúde, Gabinete de Planeamento e Políticas do Ministério da Agricultura e Autoridade Nacional do Medicamento (INFARMED). O documento recomenda ainda que os consumidores do suplemento suspendam o seu consumo e, caso apresentem qualquer alteração do seu estado de saúde, consultem de imediato um médico.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.