Suspensa greve dos médicos do Hospital de São Bernardo

Profissionais acordam com ARS sobre pagamento dos retroactivos

24 maio 2004
  |  Partilhar:

Os médicos dos Hospital de São Bernardo, Setúbal, suspenderam a greve que se arrastava desde Janeiro após ter sido acordado o pagamento das horas extraordinárias de 2002, disse segunda-feira à Lusa o secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos.De acordo com Carlos Arroz, o pagamento diferencial de horas extraordinárias relativas a 2002 vai ser feito já esta semana. Segundo o compromisso, estabelecido na sexta-feira entre a administração do hospital e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, vai também ser estudado o pagamento dos retroactivos referentes aos anos 2000 e 2001.Os médicos em greve exigiam o pagamento diferencial de horas extraordinárias, relativas ao período de 2000/2002, aos cerca de 80 médicos com horários de 35 horas semanais que não trabalham em regime de exclusividade. As horas extraordinárias relativas a 2003 e a este ano já foram pagas, disse à Lusa a mesma fonte.A administração do Hospital de São Bernardo - incluindo o director clínico e 27 dos 29 chefes de serviço - está demissionária.Fonte:Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.