Suplementos com vitamina D e cálcio podem não proteger os ossos

Estudo publicado na revista “JAMA”

29 dezembro 2017
  |  Partilhar:
Um novo estudo sugeriu que afinal os suplementos com vitamina D e cálcio poderão exercer um efeito de placebo sobre a proteção dos ossos contra fraturas em adultos com idade mais avançada.
 
Conduzido por uma equipa de investigadores liderados por Jia-Guo Zhao, médico do Departamento de Cirurgia Ortopédica, do Hospital de Tianjin, em Tianjin, China, o estudo que envolveu a análise de vários estudos sobre os efeitos da toma de vitamina D e cálcio sobre os ossos, não encontrou uma associação entre a suplementação e a proteção contra fraturas ósseas.
 
Para a sua investigação, a equipa conduziu uma meta-análise de 33 ensaios clínicos randomizados, que comparavam o uso de suplementos com vitamina D, de cálcio ou de ambos com o de um placebo ou o não uso dos suplementos e o surgimento de novas fraturas ósseas.
 
Estudos anteriores sobre o tema tinham apresentado conclusões díspares no que diz respeito à associação entre aquele tipo de suplementos e o risco de fraturas.
 
Os estudos incluíam um total de 51.145 adultos, com mais de 50 anos de idade, que viviam nas suas comunidades e não em residências seniores ou lares de idosos.
 
Como resultado, os investigadores apuraram que os suplementos estudados não estavam associados a um menor risco de surgirem novas fraturas, independentemente da dose tomada, do sexo do paciente, do seu historial de fraturas, da quantidade de cálcio presente na alimentação ou da concentração de vitamina D no sangue no início dos estudos.
 
Esta investigação vem assim questionar as diretrizes que recomendam que os indivíduos mais velhos tomem suplementos de cálcio de vitamina D para protegerem os ossos de fraturas provocadas pela osteoporose.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar