Suplementos alternativos à glucosamina original

Opinião do Reumatologista Rui André

18 junho 2007
  |  Partilhar:

 

Os suplementos que têm surgido no mercado como alternativa à glucosamina original não são sustentados por qualquer prova científica. Não existe, por isso, nada que ateste as suas vantagens para a saúde pública. Quem o afirma é Rui André, Reumatologista no Hospital Militar Principal.
 

 

O médico afirma que as alternativas ao sulfato de glucosamina que têm surgido no mercado “podem ser um grande engano, uma vez que algumas têm menos de um terço de glucosamina do que aquilo que é apregoado na embalagem.”
 

 

A artrose é a doença crónica mais comum no ser humano e, embora não seja mortal, é grave e está associada a elevados níveis de morbilidade. Surge normalmente a partir dos 40 anos e, se não for feito o tratamento adequado, com acompanhamento médico, pode levar a uma invalidez séria.
 

 

Segundo o Reumatologista, não existe uma terapêutica completamente eficaz no tratamento da Artrose, daí que seja necessário um programa que inclua fármacos e muitas outras medidas. “A lógica está em utilizar o sulfato de glucosamina desde os primeiros sinais da doença, é nessa fase que os benefícios para o doente são maiores”, assegura o especialista.
 

 

Este medicamento tem dois tipos de efeito sob a doença. Um efeito rápido, que acontece ao fim de uma ou duas semanas, e que se mantém bastante tempo, mesmo depois de interrompido o tratamento, e o de atrasar a doença, que acontece apenas em casos de tratamento continuado, quando os doentes o tomam sem qualquer paragem.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.