Suplemento de ácido fólico pode aumentar risco de cancro da mama

Estudo da Lund University

08 abril 2010
  |  Partilhar:

Na maioria das mulheres o ácido fólico reduz o risco de cancro da mama, no entanto, em mulheres com uma certa predisposição genética esta vitamina tem mostrado aumentar o risco deste tipo de tumor, alerta um estudo publicado no sítio “Alphagalileo”.

 

Na tese de doutoramento, Ulrika Ericson tomou como ponto de partida um importante estudo realizado na década de 1990 na Suécia, denominado Malmö Diet and Cancer, que reuniu informações e amostras de sangue de mais de 17 mil mulheres. No final de 2004, 500 dessas mulheres tinham desenvolvido cancro da mama.

 

O consumo de ácido fólico, a genética e os hábitos alimentares das pacientes com cancro da mama foram então comparados com os dados correspondentes das mulheres saudáveis.

 

As mulheres cuja ingestão de ácido fólico correspondeu ao nível recomendado na Suécia apresentaram metade do risco de desenvolver cancro da mama do que aquelas que ingeriram menos ácido fólico, mostrando que, em geral, a vitamina tem um feito protector da doença. No entanto, o risco de cancro da mama aumentou em consonância com os níveis de ácido fólico num subgrupo específico de mulheres (cerca de 10% do total avaliado): as que tinham herdado de ambos os pais uma determinada variante genética que afecta a forma como é utilizado o ácido fólico no organismo.

 

"Ninguém sabe se é ou não portadora desta variante genética, por isso, as pessoas só devem usar esses suplementos alimentares se tiverem uma razão especial para isso”, alerta investigadora, acrescentando que existem dois grupos que podem ter uma razão especial para usar um suplemento de ácido fólico: pessoas com um certo tipo de anemia e baixos níveis de ácido fólico e as mulheres que estão a tentar engravidar (dado que o ácido fólico reduz o risco de defeitos do tubo neural do feto).

 

Para as restantes pessoas, a investigadora aconselha uma dieta alimentar rica em frutas, verduras, legumes e produtos integrais, para que sejam absorvidas de forma natural quantidades suficientes de ácido fólico, bem como de outras vitaminas e fibras.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.