Superdesinfectante mata bactérias resistentes

Novo detergente pode ajudar a diminuir infecções hospitalares

04 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Um desinfectante extra-forte pode ajudar hospitais a derrotar superbactérias que afectam milhares de pacientes todos os anos. O líquido esterilizante é forte o suficiente para limpar superfícies e instrumentos cirúrgicos, mas não provoca danos nos olhos e pele, e pode até mesmo ser bebido sem riscos.
 

 

A empresa que criou o desinfectante, Medipure, diz que o produto é melhor do outros desenvolvidos anteriormente, porque não tem efeitos secundários. A empresa diz ainda que o líquido, chamado Suprox, pode matar bactérias como a da tuberculose e a salmonela.
 

 

O Suprox é uma solução de sódio que é activada com uma descarga eléctrica. O engenheiro-químico Jim Daly, que lidera o estudo para o desenvolvimento do superdesinfetante, disse à BBC que o líquido pode ter muitos usos. «Podemos ver muitas aplicações para o produto, do uso médico à agricultura e até à criação de animais», afirmou. «É um desinfectante poderoso, capaz de matar o antraz», completou.
 

 

Já houve outros superdesinfetantes criados para matar microrganismos, mas ou eram caros ou corroíam instrumentos cirúrgicos. Outros já foram responsabilizados por problemas de pele e asma.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.