Superbactéria resistente a antibióticos detectada em portugueses

Dados avançados à SIC pela Direcção-Geral da Saúde

18 agosto 2010
  |  Partilhar:
 

Fonte da Direcção-Geral da Saúde (DGS) confirmou à SIC que a bactéria NDM-1, resistente até aos antibióticos mais eficazes, foi detectada em doentes em Portugal, mas garante que estão a ser preparadas medidas para evitar a sua propagação.

 

Sem revelar números de casos ou mesmo de vítimas, Cristina Costa, da DGS, admitiu à SIC que a “superbactéria” já foi detectada em doentes portugueses.

 

Contudo, a maioria dos pacientes infectados pela bactéria são de origem britânica e tinham sido submetidos a cirurgias estéticas na Índia e Paquistão, países onde estas intervenções são menos dispendiosas.

 

O primeiro caso de infecção por esta bactéria, que produz uma enzima do tipo “New Delhi metallo-beta-lactamase” (NDM-1), foi identificado em 2009 por Timothy Walsh, da University of Cardiff, no Reino Unido, num paciente que tinha estado hospitalizado na Índia. Na altura, o investigador alertou para o facto de “ser grande o potencial de a NDM-1 se tornar um problema mundial de saúde pública, pelo que se torna necessária uma vigilância internacional coordenada”.

 

A NDM-1 instala-se no aparelho digestivo, provocando a partir daí multinfecções no organismo, nomeadamente nos sistemas urinário e respiratório, que se tornam muito difíceis de tratar.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.