Sumos de fruta e refrigerantes são igualmente prejudiciais

Estudo publicado em “The Lancet Diabetes & Endocrinology”

27 fevereiro 2014
  |  Partilhar:

Os sumos de fruta poderão ser tão prejudiciais para a saúde quanto os refrigerantes devido ao seu elevado teor de açúcar, aponta um estudo conduzido pela Universidade de Glasgow, na Escócia.
 

Os investigadores daquela universidade consideram que parece existir a noção - errada - que os sumos de fruta e os purés de fruta ou smoothies constituem alternativas de baixo teor de açúcar às bebidas que têm açúcar adicionado.
 

É mencionado um inquérito na internet em que 2.000 adultos avaliaram o teor de açúcar de bebidas não alcoólicas. Os resultados demonstraram que uma falha de 48% por parte dos participantes no inquérito relativamente ao conhecimento do teor de açúcar presente nos sumos e purés de fruta.
 

Segundo Neveed Sattar, “o sumo de fruta possui uma densidade energética e um teor de açúcar semelhante a outras bebidas açucaradas, como por exemplo: 250 mililitros de sumo de maçã contêm 110 quilocalorias e 26 gramas de açúcar: e 250 mililitros de coca-cola contêm normalmente 105 quilocalorias e 26,5 gramas de açúcar”.
 

O investigador afirma que a investigação realizada começa a demonstrar que, ao contrário do consumo da fruta sólida, que está associado a um risco reduzido ou neutro de diabetes, um consumo elevado de sumo de fruta parece elevar o risco relativamente a esta doença.
 

Os sumos de fruta contêm substancialmente mais açúcar e uma quantidade de fibra bastante menor que a fruta, assim como outros nutrientes, que são ricos na fruta e se perdem quando esta é transformada em sumo. Segundo Jason Jill, os níveis de nutrientes nos sumos de fruta poderão não ser os suficientes para eliminar os efeitos pouco saudáveis que o consumo excessivo dos mesmos produz sobre o organismo.
 

Um ensaio conduzido demonstrou que o consumo diário de meio litro de sumo de uva durante um período de três meses, conduziu a uma maior resistência à insulina e ao alargamento da cintura em adultos com excesso de peso, isto apesar dos elevados efeitos antioxidantes do sumo daquele fruto.
 

Os investigadores apelam assim que se exclua os sumos de fruta da lista das cinco porções diárias mínimas de fruta e de legumes que se deve consumir, já que dará ao consumidor a ideia errada que este é um alimento saudável que se pode consumir sem limites. Os autores consideram ainda que as empresas de alimentação incluam no rótulo que é aconselhável o consumo de apenas 150 mililitros diários de sumo de fruta.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.