Substitutos de nicotina são contraindicados para os jovens

Alerta do presidente da Confederação Portuguesa de Prevenção do Tabagismo

27 julho 2012
  |  Partilhar:

A utilização de substitutos de nicotina para deixar de fumar está contraindicada aos jovens menores de 18 anos, alertou o presidente da Confederação Portuguesa de Prevenção do Tabagismo (COPPT).
 

Este alerta surge na sequência de um estudo da Associação de Defesa do Consumidor (DECO) que teve como objetivo averiguar se os estabelecimentos cumprem a lei relativamente à proibição da venda de tabaco a menores e divulga métodos para deixar de fumar, como os substitutos de nicotina em forma de goma, pastilha e adesivo.
 

“Este trabalho da DECO é importante, mas tem um problema grave na parte em que apresenta os substitutos da nicotina”, revelou à agência Lusa Luís Rebelo.
 

Para o coordenador das consultas intensivas de cessação tabágica da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, esta informação é “grave, porque estes medicamentos estão contraindicados nos jovens até aos 18 anos”.
 

No estudo, a DECO refere que são medicamentos de venda livre indicados e eficazes para combater os sintomas de abstinência.
 

“Os adultos podem usá-los em automedicação e os jovens devem falar previamente com o médico”, refere o estudo.
 

O trabalho, que será publicado na edição de agosto da revista Teste Saúde, “é um estudo sobre cessação tabágica” em que a associação dá “alguns conselhos” aos fumadores sobre como abandonar o vício, refere a técnica da DECO, Susana Santos.
 

“Relativamente aos substitutos de nicotina, eles estão aconselhados aos adultos, constando essa informação do folheto informativo. Sobre a sua utilização em jovens, é um assunto um bocadinho controverso. Não está escrito no folheto e a decisão de o fazer recai sempre sobre o médico”, adiantou.
 

Estes conselhos são “mais dirigidos ao fumador adulto”. Quanto aos jovens, “nunca devem recorrer a este tipo de terapêutica sem aconselhamento médico”, reiterou.
 

O estudo da DECO mostrou que os jovens conseguem comprar cigarros de norte a sul do país sem grande dificuldade, mesmo havendo uma lei que proíbe a venda de tabaco a menores.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.