Substituição nas escolas de alimentos e bebidas com açúcar por adoçantes

Congresso International Sweeteners Association

11 abril 2014
  |  Partilhar:

Os adoçantes com poucas ou sem calorias não afetam os níveis de glicose ou insulina no sangue, podendo estes representar uma ferramenta adicional para tratamento nutricional de pessoas com diabetes e obesidade e ser um elemento chave no controle metabólico.
 

Estas são uma das principais conclusões do congresso International Sweeteners Association que reuniu em Bruxelas, no início de Abril, especialistas de saúde e nutrição.
 

Os investigadores defendem a necessidade de se implementarem programas nacionais de educação para a saúde da população que contribuam para uma tomada de decisão adequada sobre alimentação e nutrição. Estes poderiam ajudar os profissionais nas suas atividades diárias, respondendo de forma fácil e rápida às questões dos seus doentes sobre os adoçantes.
 

De acordo com o documento enviado à Alert, “os adoçantes, incluindo o açúcar, são um componente regular da vida quotidiana, mas ainda existe algum desconhecimento em relação aos mesmos, quer no setor académico, quer na população em geral. A própria natureza dos adoçantes sem ou de baixas calorias, torna-os suscetíveis a informações distorcidas e até mesmo contraditórias. São aditivos alimentares recorrentemente utilizados como substitutos do açúcar para adoçar alimentos, produtos farmacêuticos e suplementos alimentares quando se pretendem fins não nutritivos”
 

O documento foi desenvolvido com o apoio de um grupo multidisciplinar de especialistas europeus em saúde e nutrição nas áreas de ciências nomeadamente toxicologia, nutrição clínica, nutrição comunitária, fisiologia, bromatologia, saúde pública, cuidados de saúde primários, pediatria, endocrinologia e nutrição, enfermagem, assistência farmacêutica e legislação alimentar.
 

De acordo com o endocrinologista Jacome de Castro e a nutricionista Maria Santana Lopes, “já há mais de 20 anos que os adoçantes são alvo de estudos e, estamos seguros que estes, quando conjugados com uma alimentação equilibrada e atividade física, são excelentes substitutos do açúcar com um papel importante na perda de peso e na manutenção de um peso saudável.”
 

O especialista sugere também que “deveria ser estabelecido um programa de saúde alimentar nas escolas onde o consumo de alimentos e bebidas com açúcar fosse substituído por adoçantes  de baixas ou sem calorias.”

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.