Substâncias do azeite podem ajudar a minimizar efeitos secundários da Quimioterapia

Estudo da Universidad de Granada

06 setembro 2006
  |  Partilhar:

 

Cientistas espanhóis estão a desenvolver uma investigação em que aplicam substâncias obtidas através do azeite virgem para tratamento natural de Quimioterapia contra o Cancro da Mama, informou o portal Andalucía Investiga (www.andaluciainvestiga.com).
 

 

Os especialistas consideram que os componentes do azeite podem moderar os efeitos secundários das substâncias clássicas aplicadas na Quimioterapia e, ao mesmo tempo, podem ser aplicados como terapia propriamente dita. A investigação em curso centra-se no uso desses componentes em ratinhos fêmeas com Cancro de Mama, quer isoladamente quer a par da Quimioterapia tradicional.
 

 

Os roedores- nos quais se tenta recriar as condições terapêuticas a que se submete uma mulher que sofre de Cancro de Mama -, são analisados por biopsias para apurar que mecanismos possibilitam que o azeite tenha efeito positivo no combate à doença.
 

 

A investigação passa pelo uso dos componentes minoritários do azeite, nomeadamente a pequena fracção que sobra depois da eliminação da gordura. O projecto de investigação está a ser conduzido por especialistas do Instituto de Nutrición y Tecnología de los Alimentos, da Universidad de Granada. Os compostos que estão a ser usados englobam mais de 230 substâncias que fazem parte do azeite e que correspondem a apenas 2% do peso do azeite virgem.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.