Stress relacionado com a Doença de Alzheimer em ratinhos

Estudo liderado por portugueses publicado na revista "Molecular Psychiatry”

05 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

Uma equipa de investigadores que inclui portugueses descobriu que o stress contribui directamente para o desenvolvimento da Doença de Alzheimer e que um corticóide usado para tratar os pacientes poderá agravar a doença, em vez de a atenuar.
 

 

O estudo, a ser publicado na revista "Molecular Psychiatry", foi conduzido por três investigadores, entre os quais dois portugueses, Osborne Almeida e Nuno Sousa, e resultou da colaboração entre diversos cientistas da Alemanha, Reino Unido e Portugal.
 

 

Nuno Sousa, investigador da Universidade do Minho, explicou que as alterações que conduzem à doença de Alzheimer são devidas ao mau processamento da proteína beta-amilóide, responsável pela formação das chamadas placas amilóides que aparecem no cérebro dos doentes com Alzheimer. "Usando animais, fomos avaliar se a exposição ao stress induzia o processamento anómalo desta proteína. Submetemos animais a protocolos de stress crónico e verificámos que havia esta relação", contou o cientista.
 

 

Posteriormente foram adicionados mais dois estímulos: a injecção de glucocorticóides - cuja produção é a primeira resposta fisiológica ao stress - e de beta-amilóide no cérebro dos ratinhos. "Fomos verificar se havia efeito cumulativo e, de facto, estímulos distintos caminham no sentido de aumentar esta proteína", o que demonstra que os glucocorticóides têm o mesmo efeito, confirmando o importante papel desempenhado pelo stress na doença, disse, frisando que "stress e hormonas de stress são indutivas do aparecimento de marcadores de Alzheimer".
 

 

Esta conclusão é particularmente importante, porque o glucocorticóide é usado para tratar doentes de Alzheimer, mas tendo em conta os resultados da investigação, poderá estar a contribuir para a doença em vez de ajudar.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.