Stress potencia consumo de tabaco

Estudo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia

21 abril 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Cerca de 86,5 por cento dos portugueses _ com profissões de elevados níveis de stress _ fuma no local de trabalho. Esta foi a conclusão de um estudo nacional - «Hábitos tabágicos em profissões com elevados níveis de stress» - feito pela Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e pela Gold (Iniciativa Global para a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica).
 

 

De acordo com este estudo, cujos resultados foram apresentados na semana passada, existe uma relação elevada entre o consumo de tabaco e o stress. Cerca de 52 por cento dos inquiridos consideram que fumar enquanto trabalham é uma forma de gerir o stress , enquanto 36,3 por cento justificam este comportamento como uma estratégia de relaxamento.
 

 

O mesmo estudo revela, ainda, que 78,5 por cento dos inquiridos desconhecem a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), uma doença crónica dos pulmões que diminui a capacidade respiratória e cujos sintomas são agravados pelo consumo de tabaco.
 

 

Actualmente, a DPOC assume-se como a sexta causa de morte em Portugal e, de acordo com a SPP e a Gold, prevê-se que venha a constituir, em 2020, a terceira causa de morte nos países desenvolvidos.
 

 

Fonte: Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.