Stress pós-traumático: Sintomas podem surgir até 30 anos depois

Estudo do Hospital Militar de Coimbra

26 dezembro 2005
  |  Partilhar:

 

Os sintomas de stress pós-traumático entre os antigos combatentes revelam-se, em alguns casos apenas 30 anos depois dos conflitos armados, despoletados por cenas de guerra ou som de helicópteros ou metralhadoras - conclui um estudo do Hospital Militar de Coimbra.
 

 

O estudo denominado "Stress Pós- traumático - Dados da Investigação Portuguesa" e liderado pela médica Luísa Sales, mostra que, "em determinados indivíduos, os sintomas revelaram-se no decorrer do cumprimento do serviço militar, mas registaram-se também manifestações 30 anos depois". O estudo abrangeu um total de 206 ex-combatentes, com idades compreendidas entre os 55 e os 59 anos, e teve por base a análise das consultas de peritagem médico-legal entre Novembro de 2002 e Julho de 2005.
 

 

Um outro estudo, apresentado por João Monteiro Ferreira, analisou uma amostra de 91 veteranos de guerra e de 58 mulheres de alguns deles. Deste grupo, com elementos pertencentes a tropas especiais que efectuaram serviço em África, 66 por cento revelaram sintomas de stress pós-traumático, enquanto 78 por cento das mulheres "são portadoras de condições de stress pós-traumático secundário".
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.