Streptococcus mostra-se eficaz no tratamento de tumores pancreáticos

Estudo da Universidade de Rostock

27 abril 2008
  |  Partilhar:

Um estudo realizado na Alemanha surtiu bons resultados ao injectar uma bactéria viva, o Streptococcus pyogenes, em tumores pancreáticos humanos implantados em ratinhos.
 

 

“Dado o mau prognóstico dos pacientes com cancro no pâncreas avançado é “indispensável” contar com novas intervenções que estimulem o sistema imunitário”, sugeriu Claudia Maletzki, líder da equipa de cientistas da Universidade de Rostock, na Alemanha.
 

 

Os investigadores analisaram culturas em laboratório e determinaram que o Streptococcus pyogenes funciona nas lesões graves das células malignas do pâncreas.
 

 

A equipa analisou em ratinhos a eficácia da S. pyogenes num modelo de cancro pancreático agressivo conhecido por uma insensibilidade intrínseca aos fármacos oncológicos disponíveis. Os cientistas descobriram que uma só aplicação da bactéria viva produzia uma regressão total ou a morte dos tumores pancreáticos.
 

 

Além desta capacidade destrutiva directa, a equipa também observou uma resposta imunitária específica, ou seja, a produção de células anti-tumorais.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.