Soro fisiológico retirado do mercado

Decisão do INFARMED

24 maio 2007
  |  Partilhar:

 

O Instituto da Farmácia e do Medicamento (INFARMED) ordenou esta semana a retirada de quase duzentos lotes de soro fisiológico e outras soluções injectáveis do grupo Labesfal, por ter sido detectada a presença de gás sulfídrico nas embalagens.
 

 

De acordo com o INFARMED, "o produto não se encontra de acordo com as especificações autorizadas", uma vez que a cápsula liberta "quantidades vestigiais deste composto", podendo o gás dissolver-se no líquido. O assessor do INFARMED, Carlos Pires, salientou que a situação "não apresenta um risco significativo para a saúde, já que, em baixas concentrações, o gás sulfídrico não é tóxico".
 

 

"Se o gás se dissolver no líquido, pode haver risco de toxicidade. O risco é praticamente nulo, mas existe, pelo que o INFARMED ordenou a retirada dos lotes, por uma questão de defesa da saúde pública", explicou.
 

 

Por isso, 192 lotes de soro fisiológico e outras soluções injectáveis de grande volume distribuídos pela Labesfal serão retirados do mercado no prazo máximo de dez dias.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.