Sonolência provoca um em cada cinco acidentes rodoviários

Estudo da Associação Portuguesa do Sono

22 março 2011
  |  Partilhar:

Doze por cento dos portugueses, a maioria homens, já adormeceram enquanto conduziam, sendo a sonolência responsável por um em cada cinco acidentes rodoviários nas estradas portuguesas, indica uma investigação da Associação Portuguesa do Sono.

 

De acordo com o estudo, citado pela agência Lusa, no último ano, 23% da população sentiu sonolência enquanto conduzia e 3% chegaram mesmo a adormecer ao volante. A prevalência incide em homens, entre os 25 e os 34 anos, com alto risco de apneia, má qualidade de sono e com excesso de peso. Estes homens pertencem à classe média e alta, residem na grande Lisboa e bebem, em média, três cafés por dia. Dos 900 inquiridos no estudo, 209 admitiram que já conduziram sonolentos e 28 chegaram mesmo a adormecer ao volante.

 

No último ano, 215 inquiridos conduziram sonolentos e/ou adormeceram ao volante tendo sido responsáveis por seis acidentes, a maioria dos quais ocorreu em estradas secundárias e entre as zero horas e as seis da manhã. Quanto às medidas tomadas pelos automobilistas para combater a sonolência, o estudo revela que a primeira é parar o veículo e a segunda abrir a janela para apanhar ar. Dormir antes de prosseguir viagem é apenas a quinta medida adoptada pelos automobilistas, que antes ainda experimentam aumentar o som do rádio e beber um café ou uma bebida cafeinada.

 

O estudo revela também que, de um modo geral, os portugueses são activos e saudáveis. Não têm tensão alta, têm baixo risco de apneia do sono, uma sonolência normal, boa qualidade de sono e bebem, em média, dois cafés por dia.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.