Sono das crianças é reduzido durante a semana por causa da televisão

Estudo da Universidade do Porto

16 setembro 2010
  |  Partilhar:

Há  desequilíbrio entre a duração do sono das crianças ao longo da semana e ao fim-de-semana, muito devido aos programas televisivos tardios, sugere um estudo da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, publicado na edição online do “Jornal de Notícias”.

 

A conclusão pertence a um estudo, desenvolvido por Vítor Teixeira para a tese de doutoramento daquela universidade, junto de 317 crianças entre os 8 e os 10 anos que frequentavam o 3º ano de escolaridade em estabelecimentos públicos do Grande Porto. Em entrevista àquela publicação, o autor referiu que o tardio horário dos programas que apelam ao interesse das crianças é dos factores mais importantes para que mais de metade das que têm entre os 8 e os 10 anos ainda estejam acordadas até tarde, sem ajustamento à necessidade de se levantar cedo. Do total de crianças inquiridas, 87% tinham de estar acordadas no dia seguinte às 8 horas e muitas delas antes dessa hora. Também foi verificado que 60% das crianças tinham televisor no quarto.

 

A irregularidade do sono, lembra o psicólogo invocando  estudos internacionais, não é favorável ao desenvolvimento infantil. O seu estudo conclui que ao longo da semana as crianças dormem 9 horas e 21 minutos por noite e ao fim-de-semana 11 horas e 14 minutos. A média aconselhada é de dez horas por noite, regularmente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.