Solidão nos idosos agrava saúde física e mental

Estudo publicado no “Journal of Health and Social Behavior”

08 julho 2009
  |  Partilhar:

Os idosos que não têm relações familiares ou de amizade, ou que se sentem sozinhos apesar de terem outros por perto, tendem a ter uma pior saúde física e mental, refere um estudo publicado no “Journal of Health and Social Behavior”.

 

O estudo, realizado por investigadores da Cornell University, nos EUA, avaliou cerca de três mil pessoas, com idades entre os 57 e 85 anos.

 

Os cientistas verificaram que os que tinham menos laços sociais eram menos propensos a descrever a sua saúde física como boa ou excelente. E aqueles que disseram sentir-se socialmente isolados – mesmo tendo amigos, família e actividades sociais – também tendiam a referir pior bem-estar físico e mental.

 

Os resultados mostram a importância das ligações sociais para a saúde do idoso – incluindo questões práticas, como o facto de ter alguém para o acompanhar ao médico ou para lhe lembrar de tomar a medicação. Mas também indicam que a percepção dos idosos em relação a esse apoio bem como a sua capacidade de superar as perdas desempenham um papel importante na saúde.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.