Software ajuda no diagnóstico da Síndrome do Túnel Cárpico

Investigadores portugueses apresentam protótipo

13 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

Uma parceria entre a empresa portuguesa NGNS – Ingenius Solutions e investigadores da Universidade Nova de Lisboa deu origem ao protótipo final denominado Key Stroke Analyser que visa auxiliar os ortopedistas no diagnóstico da Síndrome do Túnel Cárpico.
 

 

O Key Stroke Analyser foi encomendado por S. R. Murali, Director do Serviço de Ortopedia do Royal Albert Edward Infirmary, de Wigan, Inglaterra.
 

 

O sistema tem por base um teclado e uma câmara de vídeo digital, integrados num suporte com iluminação própria, o que permite filmar o teclado e captar os movimentos dos dedos do dactilógrafo. Na identificação dos dedos são usadas marcas autocolantes de quatro cores distintas.
 

 

Para efectuar o processamento do vídeo e o cálculo estatístico, usa-se um software específico que identifica as teclas pressionadas por cada dedo. Esta identificação é baseada nas diferentes cores das marcas autocolantes presentes em cada dedo, sendo a classificação efectuada por um algoritmo de Lógica Difusa.
 

 

Pedro Vieira, coordenador do projecto, explicou que o Key Stroke Analyser poderá ajudar os médicos "a saber que dedos carregam mais nas teclas", associando esse "padrão do teclar" ao aparecimento da doença. "O aparelho permitirá identificar as diferenças no modo de teclar nas pessoas que estão doentes e nas que não estão", salientou o mesmo responsável.
 

 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.