Sobrinho Simões recebe hoje prémio Pessoa 2002

Médico, investigador e apaixonado pelo Porto

13 abril 2003
  |  Partilhar:

O portuense Manuel Sobrinho Simões, que hoje recebe o Prémio Pessoa 2002, é um dos cientistas portugueses mais publicados a nível internacional, apesar de confessar «estar longe de ser cosmopolita» e sentir-se «pouco à-vontade» até em Lisboa.
 

 

O prémio, que nesta edição ascende aos 42.397,82 euros (cerca de 8.500 contos), é atribuído anualmente desde 1997 por iniciativa do semanário «Expresso» e da empresa Unisys, sendo o mais importante galardão atribuído em Portugal nas áreas da cultura e da ciência.
 

 

Sobrinho Simões nasceu a 08 de Setembro de 1947 no Porto, onde se licenciou em Medicina em 1971 e se doutorou em Anatomia Patológica em 1979. E foi lá que ajudou a criar o IPATIMUP, organismo vocacionado para a investigação e formação na área do cancro que se tornou uma referência a nível nacional e internacional.
 

 

Descrito pelos seus próximos como uma pessoa de extraordinária afabilidade e alguma timidez, é professor catedrático de Anatomia Patológica na Faculdade de Medicina do Porto desde 1988.
 

 

Um ano depois ocupou as funções, que ainda desempenha, de chefe de Serviço no Hospital de S. João e director do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP).
 

 

Casado, três filhos, integra os conselhos científicos de vários organismos internacionais, já publicou mais de 280 artigos em prestigiadas revistas científicas e é autor de 14 livros disponíveis na Europa, Estados Unidos e Japão. Em 1996 foi distinguido pela Comunicação Social com o Prémio Bordalo.
 

 

O IPATIMUP será talvez a face mais visível do seu já longo percurso como investigador. Motivo do seu orgulho, é reconhecido como uma instituição de excelência em termos de pesquisa, ensino pós- graduado e divulgação científico-cultural.
 

 

No seu âmbito Sobrinho Simões realiza anualmente cerca de 300 casos de consulta diagnóstica em oncologia para Hospitais e Institutos da Europa, EUA e América do Sul.
 

Sócio-honorário da Academia de Ciências Médicas da Catalunha e Ilhas Baleares, da Sociedade Brasileira de Cancerologia e da Sociedade Espanhola de Anatomia Patológica, é avaliador estrangeiro do Consórcio de Investigação em Cancro Gástrico do Instituto do Cancro da Noruega - país onde se pós-graduou - com a Universidade de Zhen Zhou (China).
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.