Sobremesa combate efeitos secundários da quimioterapia

Estudo da University of Auckland em parceria com empresa de produtos alimentares

04 novembro 2009
  |  Partilhar:

Cientistas neozelandeses estão a desenvolver uma sobremesa destinada a ser introduzida na dieta de doentes oncológicos com a finalidade de diminuir os efeitos secundários da quimioterapia.

 

Os investigadores da University of Auckland, na Nova Zelândia, estão a trabalhar em parceria com a empresa Frontera, uma multinacional da área da nutrição, e os resultados no combate aos efeitos secundários provocados pela quimioterapia são animadores, segundo referiram os cientistas à imprensa internacional.

 

A sobremesa, com sabor a morango e que será consumida sob a forma de gelado, é composta por princípios activos presentes em produtos lácteos, os quais actuam contra a diarreia e anemia e aumentam o apetite, problemas sentidos pela maioria dos pacientes submetidos aos tratamentos de quimioterapia.

 

Em comunicado enviado à imprensa, Jeremy Hill, chefe do departamento tecnológico da multinacional, os componentes bioactivos do leite presentes na sobremesa têm o potencial único de ajudar o organismo a lidar com os efeitos secundários da quimioterapia.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.