Só 22% dos europeus identificam o 112 como número de emergência

Dados de um inquérito da Comissão Europeia

17 março 2008
  |  Partilhar:

Apenas 22% dos cidadãos da União Europeia (UE) identificam espontaneamente o 112 como o número telefónico dos serviços de emergência.
 

Os resultados do inquérito, publicados no sítio oficial da UE indicam que 95% dos cidadãos da UE consideram útil existir um número de emergência único utilizável em toda a comunidade.
 

 

Os dados referem que 8% dos inquiridos que chamaram os serviços de emergência sentiram dificuldades no estabelecimento ou na manutenção da comunicação, sendo os polacos os que maiores dificuldades enfrentaram (21%). O inquérito revelou ainda que os inquiridos que chamaram o 112 no estrangeiro tiveram menos problemas linguísticos do que os que chamaram outros números de emergência nacionais (28% contra 12%).
 

 

Dois em cada três inquiridos consideram que a comunidade ainda não está devidamente informada sobre o 112. Mesmo nos casos em que as pessoas reconhecem o 112 como um número de emergência nacional, só 22% estão cientes de que podem utilizá-lo para todos os serviços de emergência, em toda a UE.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.