Sistema inovador detecta Helicobacter pylori

Método desenvolvido pela Universidade de Aveiro

28 dezembro 2007
  |  Partilhar:

 

Partindo da premissa de que no ar expirado são exalados odores que podem ser utilizados como meio de diagnóstico de várias doenças, o Departamento de Química da Universidade de Aveiro (UA) está a desenvolver um novo sistema de diagnóstico que permite detectar a presença da Helicobacter pylori.
 

 

Esta bactéria vive no estômago de cerca de 75% da população mundial e pode conduzir a Úlceras, Gastrites e Cancro.
 

 

Segundo a UA, o método agora apresentado tem grandes vantagens para o paciente, uma vez que, devido a um método desenvolvido pelos investigadores que integram o projecto, o exame é mais rápido, não invasivo e indolor. Além disso, em termos de custos, poderá ser 400 vezes inferior aos métodos actuais. A inovação já mereceu a atenção dos especialistas da área, bem como o registo de uma patente.
 

 

«Para podermos fazer a avaliação, bastará que o paciente tome um comprimido, cápsula ou gota de líquido, com um determinado composto. Este vai para o seu estômago e se a Helicobacter Pylori estiver no estômago, esta será muito selectiva na produção de ácidos muito específicos que estão relacionados com os compostos presentes no comprimido, cápsula ou líquido. Alguns minutos depois, a pessoa sopra para um tubo e a composição do ar que a pessoa soprou permitirá detectar se a bactéria está presente ou não», revela o comunicado de imprensa da UA.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.