Sistema imunitário: mulheres adoecem menos que os homens

Estudo publicado na revista “Respiratory Research”

01 julho 2011
  |  Partilhar:

Investigadores da Universidade de Queensland, Austrália, demonstraram que os homens adoecem mais que as mulheres, depois de terem verificado que elas têm uma resposta imunitária "muito mais forte" contra o rinovírus, o patogénico que normalmente causa os resfriados comuns. O estudo foi publicado revista “Respiratory Research”.

 

A investigação teve por objectivo analisar as diferenças de género  na virulência do rinovírus. Segundo explicou John Upham, o autor do estudo, à BBC, "enquanto os pacientes asmáticos tendem a ficar gravemente doentes, em pessoas saudáveis, por outro lado, o vírus apenas causa um resfriado comum, que desaparece em poucos dias".

 

No entanto, ao analisarem os dados do estudo, os cientistas verificaram que "um dos resultados mais interessantes e surpreendentes foi que as mulheres podem ter uma resposta imune muito mais forte para combater o vírus". Este facto, segundo os cientistas, poderia explicar por que os homens adoecem mais facilmente quando estão infectados por um micróbio.

 

A equipa de investigadores realizou análises a 63 voluntários saudáveis, homens e mulheres. Os resultados mostraram que, nas mulheres, a protecção desaparece após a menopausa, o que sugere que as hormonas femininas têm uma importância no fortalecimento do seu sistema imunitário. "Quando olhamos para homens e mulheres com mais de 50 anos, a resposta imune de ambos os grupos é exactamente a mesma", apontou o líder do estudo.

 

No entanto, não se sabe ao certo se o responsável por este aumento de imunidade na mulher é causado pelo estrogénio ou pela progesterona, mas, segundo Upham, "é certamente provável" que uma dessas hormonas proteja as mulheres, que, na sua opinião, "faz sentido do ponto de vista biológico, pois são as mulheres que deveriam assegurar a sobrevivência da espécie".

 

No entanto, a equipa está convencida de que essa relação é "mais complicada do que parece à primeira vista", já que o modo como as pessoas reagem quando são infectadas com um vírus é determinado, em parte, pelo estado do seu sistema imunitário e pela sua biologia. "Mas também podem existir muitos factores comportamentais que influenciem esta resposta, e talvez os homens se permitam adoecer devido aos estereótipos culturais, enquanto as mulheres estão mais sintonizadas com o seu próprio corpo", acrescentou.
Em qualquer caso, de acordo com o estudo, "as mulheres na pré-menopausa têm uma resposta imune adaptativa mais forte à infecção por rinovírus do que os homens e os idosos".

 

O estudo sugere ainda que se deve "ter em conta o sexo e a idade nos ensaios clínicos e no desenvolvimento de novos tratamentos e vacinas".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.