Singapura cresce como centro biomédico da Ásia

Avanços científicos são incentivados no país

02 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Singapura está a tornar-se o centro biomédico da Ásia, graças a avanços no campo das células estaminais e mapas genéticos, além da produção de medicamentos ter crescido 50 por cento, informaram fontes oficiais.
 

 

A produção biomédica em Singapura aumentou 48 por cento em 2002, atingindo uma facturação de 5,6 mil milhões de dólares (aproximadamente o mesmo valor em euros), contra 3,8 mil milhões no ano anterior, de acordo com o Conselho de Desenvolvimento Económico de Singapura.
 

 

As ciências biomédicas representaram 7 por cento do rendimento da cidade Estado em 2002, contra os 5 por cento de 2001.
 

 

Singapura começou a construir o seu sector biomédico há três anos e espera convertê-lo numa força motriz da sua economia atraindo cientistas e empresas de topo nesta área, afirmou Philip Yeo, co-presidente do Conselho e director da Agência para a Ciência, Tecnologia e Investigação.
 

 

“Estamos apenas a lançar as fundações do sector, será necessário pelo menos uma década para chegarmos onde queremos”, afirmou em entrevista.
 

 

O país quer atingir uma facturação na área da biomedicina de 6,9 mil milhões em 2005.
 

 

O investimento mais recente foi feito por gigantes do sector farmacêutico como Merck, Lilly, Pfizer, Novartis e GlaxoSmithKline, todos com filiais na cidade Estado do sudeste asiático.
 

 

Dois terços dos investigadores em biomedicina em Singapura são estrangeiros, sobretudo provenientes de China e Índia, mas também da Europa, Austrália e Estados Unidos.
 

 

O país tornou-se um centro de excelência de investigação em células embrionárias estaminais humanas, que têm a capacidade de se desenvolver em quase todos os tipos de tecido do organismo.
 

 

Singapura vai acolher, aliás, a maior conferência de sempre sobre esta matéria em Outubro, onde são esperados mais de 400 especialistas internacionais.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.