Síndrome pós-férias afecta 35% da população

Estudo da Sociedade Espanhola de Medicina da Família e Comunitária

04 setembro 2007
  |  Partilhar:

 

Um estudo da Sociedade Espanhola de Medicina da Família e Comunitária revela que a Síndrome Pós-Férias afecta cerca de 35% da população activa espanhola, sendo que os trabalhadores com menos de 45 anos e as mulheres são quem mais sofrem com o regresso ao trabalho.
 

 

De acordo com Blanca Novella, porta-voz desta sociedade, as mulheres têm mais dificuldade em regressar à rotina porque isso implica conciliar, de novo, as responsabilidades familiares e laborais. Quanto ao facto de estes problemas afectarem mais os trabalhadores com menos de 45 anos, isso acontece, explica, porque é nesta idade que as pessoas têm mais expectativas sobre o tempo de lazer.
 

 

Mudanças de humor, insónias, ansiedade, perda de apetite, nervosismo, cansaço, irritabilidade, tensão muscular, dores de cabeça e até vómitos são alguns dos sintomas do regresso à vida laboral. No entanto, segundo a especialista, são sinais normais de reintegração na vida profissional e só farão parte de um estado depressivo caso ultrapassem os 10 a 12 dias.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.