Síndrome das pernas inquietas na infância e adolescência

Estudo publicado na revista “Sleep Medicine”

09 setembro 2008
  |  Partilhar:

Um estudo publicado na revista “Sleep Medicine” e realizado nas Universidades de Yale e de Illinois, nos Estados Unidos, investigou a sintomatologia inicial da síndrome das pernas inquietas em 18 crianças e adolescentes e verificou manifestações precoces da doença.
 

 

A apresentação inicial correspondeu a distúrbios do sono. A idade média da primeira avaliação do sono foi de 10,3 anos e a idade média de diagnóstico de 14,7 anos. Em 16 casos estavam presentes problemas no início do sono e em oito, alterações na manutenção do sono.
 

 

Em 10 pacientes existia episódios de dor no crescimento, e em 13 casos encontrou-se história familiar da doença. Em 11 pacientes foram observados movimentos periódicos das pernas durante o sono.
 

 

As co-morbidades incluíram parassónias, desordem por deficit de atenção e hiperactividade, perturbação desafiador opositivo, perturbações de ansiedade e depressão. Os níveis séricos de ferritina foram inferiores a 50 ng/mL em 16 casos.
 

 

Segundo os cientistas, estes resultados indicam que os distúrbios de sono precedem o diagnóstico definitivo de síndrome das pernas inquietas.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar

Pernas Inquietas

Bom dia, tenho um filho de 13 anos, a alguns meses veio observando que durante o sono ele balança as penas. Dorme de bruços e as pernas fazem um movimento de sobe e desce, sempre uma perna de cada vez, com prevalência da perna direita.
Ele acorda cansado e indisposto, esse cansaço pode estar relacionado ao movimento das pernas?

Obrigado.

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.