Simulador deteta tempos de espera excessivos nas urgências

Ferramenta lançada pela Deco

28 julho 2015
  |  Partilhar:

Na semana passada, a associação de defesa do consumidor Deco lançou uma ferramenta na internet que permite aos utentes do Serviço Nacional de Saúde perceber se esperaram demais para serem atendidos nas urgências hospitalares.
 

De acordo com a Deco, os utentes podem recorrer a uma espécie de simulador que lhes permite saber se foram atendidos nas urgências dos hospitais dentro dos tempos recomendados pelo protocolo de triagem de Manchester, que é usado na maioria das unidades através de pulseiras com cores diferentes consoante as prioridades.
 

“Os dados são anónimos e enviados às autoridades em situações fora do normal”, refere a Deco, explicando que esta ferramenta vai permitir detetar problemas e pressionar as autoridades para melhorar o serviço.
 

Com base em critérios acordados a nível internacional, a triagem de Manchester permite avaliar o risco clínico do utente e atribuir um grau de prioridade, através de uma cor de pulseira, que pode ir do vermelho (situações de emergência, que exigem atendimento imediato) ao azul (identifica as situações não urgentes, cuja espera se admite até quatro horas).
 

De acordo com a notícia avançada pela agência Lusa, a Deco já tinha lançado no início deste ano uma ferramenta idêntica para os tempos de espera nas consultas de especialidade nos hospitais ou cirurgias, cujos tempos de resposta estão definidos por lei.
 

“Para ajudar os utentes a reivindicar os seus direitos, no início do ano lançámos uma ferramenta sobre os tempos de espera na saúde, que permite verificar se o prazo legal para o utente obter o cuidado de saúde já se esgotou e, em caso afirmativo, usar a nossa carta-tipo para reclamar”, disse a associação.
 

Desde fevereiro, mais de três mil utentes já usaram este simulador, sendo que em quase um quarto dos casos o tempo de espera previsto na lei não foi respeitado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.