Simulador ajuda vítimas de AVC a voltar a conduzir

Estudo efectuado no Hospital Universitário em Pellenberg

24 janeiro 2006
  |  Partilhar:

Investigadores dos Estados Unidos e da Bélgica desenvolveram um simulador de alta-fidelidade que ajuda as pessoas que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVCs) a voltar a conduzir veículos. Os cientistas treinaram no simulador um grupo de pacientes que tinha sofrido um AVC. Após cinco semanas, os voluntários foram submetidos a um exame de aptidão, em conjunto com outro grupo que teve AVC mas que não efectuou o treino. O resultado demonstrou que o primeiro grupo teve quase o dobro de aprovados em relação ao segundo. “Tradicionalmente, para ajudar pacientes a voltar a conduzir, tem se recorrido a métodos baseados em papel ou a treinos no trânsito real, o que é bastante incerto”, disse Abiodun Akinwuntan, do Medical College of Georgia e principal autor do estudo, publicado na revista Neurology, da American Academy of Neurology. O estudo foi realizado na unidade de reabilitação do Hôpital Universitaire de Pellenberg, na Bélgica, com 83 pacientes. O simulador consiste num automóvel especialmente equipado, instalado à frente de um écran onde são projectadas situações encontradas no trânsito em cidades e estradas. O percurso, de 33 quilómetros, foi desenvolvido em computador e inclui as mais variadas situações, adaptando-se às respostas dos automobilistas. Os erros cometidos foram acompanhados tanto por um computador quanto por um dos investigadores. MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.