Simpatia pode ter uma componente genética?

Estudo publicado na “Psychological Science”

16 abril 2012
  |  Partilhar:

Investigadores americanos sugerem que os genes que influenciam determinadas hormonas podem contribuir para a simpatia e generosidade das pessoas, dá conta um estudo publicado na revista “Psychological Science”.

 

Estudos anteriores já tinham associado as hormonas ocitocina e vasopressina a comportamentos “pró-sociais”. Foi verificado nomeadamente que a ocitocina promove o comportamento maternal e que os indivíduos expostos a esta hormona apresentam uma maior capacidade em socializar.

 

Agora este estudo realizado pelos investigadores da University at Buffalo e da University of California sugere que a simpatia das pessoas também depende dos genes, nomeadamente dos que controlam os recetores aos quais estas duas hormonas se ligam.

 

Para o estudo os investigadores contaram com a participação de 711 indivíduos que foram questionados sobre as suas atitudes perante um dever cívico, as outras pessoas e o mundo em geral, e sobre as suas atividades de caridade. Adicionalmente foram recolhidas amostras de ADN dos participantes para determinar quais as variantes dos genes que codificavam os recetores da vasopressina e oxitocina, que os participantes possuíam.

 

Os investigadores verificaram que as pessoas que têm uma visão pouco amistosa do mundo são menos propensos a ajudar os que os rodeiam, salvo se apresentarem as variantes dos genes associados à simpatia. Michel Poulin explicou que as variantes destes genes permitem que as pessoas ultrapassem a visão pouco amigável que têm do mundo.

 

Por outro lado, os investigadores também verificaram que a influência dos genes depende da perceção que as pessoas têm do mundo. “Não estamos a afirmar que encontramos o gene da simpatia. O que verificámos é que os genes podem contribuir de alguma forma para este tipo de comportamento”, revelou, em comunicado de imprensa, o principal autor do estudo, Michel Poulin.

 

O investigador conclui assim que o ADN pode explicar, em parte, o motivo pelo qual algumas pessoas são mais amistosas do que outras.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.