Sida vai passar a ser de notificação obrigatória

Ministro da saúde anuncia medida

09 setembro 2004
  |  Partilhar:

 O HIV/sida vai passar a ser uma doença de notificação obrigatória, anunciou o ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira. A medida irá ser acompanhada pela simplificação do formulário de notificação, que continua a ser confidencial. Mas há quem ache que esta alteração não trará nada de novo no conhecimento da doença, porque o actual sistema de notificação obrigatória é ineficaz e burocrático. O novo formulário passa a resumir-se a uma página. O governante afirma que os novos formulários vão começar a ser enviados pela Comissão Nacional de Luta Contra a Sida aos vários serviços do Serviço Nacional de Saúde a partir de 1 de Outubro, mas a doença só constará da nova lista de doenças de declaração obrigatória quando for revisto todo o sistema de vigilância epidemiológica, um diploma que deverá estar finalizado em Novembro, segundo a Direcção-Geral da Saúde. A vice-presidente da Abraço afirma que a alteração da natureza da notificação «não adianta rigorosamente nada», porque não altera a capacidade de resposta dos médicos. «Não existe essa cultura e esse hábito», reforça. Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.