Sida: Transmissão vertical inferior a 2%

Estudo do Instituto Ricardo Jorge

29 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

A transmissão de VIH de mãe para filho é inferior a 2% em Portugal, quando há uma década era de 25%, o que é considerado por especialistas como um "grande sucesso" na prevenção da infecção.
 

 

Os números foram terça-feira apresentados pela investigadora Elizabeth Pádua, do Centro de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis (Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge), num workshop para jornalistas em Lisboa.
 

 

Os números dizem respeito a 28 instituições de saúde nacionais, do continente e da Madeira, que aderiram a um protocolo laboratorial para estudo e diagnóstico da transmissão do HIV de mãe para filho.
 

 

A regra na prática clínica é todas as grávidas sejam testadas para o HIV/sida. Em caso de infecção, a forma de evitar a transmissão do vírus passa pelo tratamento com anti-retrovirais, o parto por cesariana e o aleitamento artificial.
 

 

Foi este procedimento preventivo sistemático que tornou possível aquilo que os especialistas não hesitam em classificar como "um dos maiores sucessos" do combate à doença, nas palavras de Elizabeth Pádua.
 

 

Fontes: Lusa e Público
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.