Sida: Novo medicamento chega a Portugal ainda este ano

Fármaco duplica eficácia

15 julho 2003
  |  Partilhar:

A introdução em Portugal da enfuvirtide, que poderá revolucionar o combate ao vírus da SIDA, deverá ser autorizada até ao final do ano, disse à Agência Lusa fonte da farmacêutica que comercializa este medicamento.
 

 

Segundo fonte da Roche, que comercializa o fármaco sob o nome de Fuzeon, as negociações com as autoridades portuguesas atrasaram-se devido à mudança de governo e a entrada de um ministro novo no sector da Saúde.
 

 

O medicamento foi já autorizado pela União Europeia e por alguns países-membros, nomeadamente Alemanha, Suécia, Reino Unido e Holanda. A enfuvirtide, inicialmente conhecida por T-20, é o primeiro dos inibidores de fusão, uma classe de componentes integrada nos inibidores de entrada, que previne a penetração do vírus da SIDA (Imunodeficiência Humana Adquirida) nas células imunes.
 

 

Os resultados divulgados hoje mostram que o Fuzeon, indicado para pessoas que beneficiam já de tratamentos anti-retrovirais, duplica a eficácia quando associado a outros medicamentos, tanto ao fim de 24 como de 48 semanas.
 

 

A vantagem desta molécula é que impede a fusão do HIV com a célula, enquanto que outros medicamentos actuam apenas depois da infecção, mas apresenta a desvantagem de ser de concepção difícil.
 

 

David Reddy, responsável da Roche pela expansão do medicamento, disse à Lusa que até ao final do ano o Fuzeon poderá estar disponível para 18 mil pacientes nos EUA e na Europa, um valor acima da previsão inicial de assistência a 12 mil a 15 mil doentes.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.