SIDA em toxicodependentes portugueses aumenta oito vezes mais do que na Europa

Dados do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência

13 novembro 2008
  |  Partilhar:

Portugal apresenta uma taxa de novos casos de VIH/Sida entre os consumidores de drogas injectadas oito vezes superior à média europeia, de acordo com dados revelados em Bruxelas pelo director do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, Wolfgang Goetz.
 

 

No relatório apresentado recentemente na capital belga, Portugal é apontado como o país onde surgiram mais casos (703) de infectados com SIDA em 2006, muito à frente dos restantes estados, onde a Estónia ocupa o segundo lugar (191), seguida do Reino Unido (187), Alemanha (168) e Franca (167).
 

 

Segundo Wolfgang Goetz, mais de 40% dos consumidores de droga injectável estão infectados pelo vírus da hepatite C, uma doença com uma elevada taxa de mortalidade e de tratamento difícil e muito demorado.
 

 

O director do OEDT salientou ainda que morre a cada hora na UE uma pessoa vítima do consumo excessivo de droga (overdose), o que totaliza entre sete e oito mil mortos anuais.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.