Sida em Portugal aumenta entre heterossexuais

Relatório do Centro de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis

04 março 2007
  |  Partilhar:

 

Quase metade dos casos de infecção por VIH/Sida são toxicodependentes, seguidos dos heterossexuais - cuja transmissão da doença está a crescer em Portugal - e dos homossexuais, de acordo com os dados referentes a 31 de Dezembro do ano passado.
 

 

Segundo o relatório do Centro de Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis, em 31 de Dezembro do ano passado estavam notificados em Portugal 30.366 casos de infecção VIH/Sida "nos diferentes estados de infecção".
 

 

O maior número de casos notificados ("casos acumulados") corresponde à infecção em "toxicodependentes", constituindo 45% (13.684) de todas as notificações (30.366); O segundo grupo de infectados é composto por heterossexuais (37,5%), enquanto os homossexuais masculinos representam 11,9% dos casos.
 

 

O documento alerta para o facto dos casos notificados de infecção VIH/Sida, que referem como forma provável de infecção a transmissão sexual (heterossexual), apresentarem "uma tendência evolutiva crescente importante". As restantes formas de transmissão correspondem a 5,6% do total.
 

 

O total acumulado de casos de Sida em 31 de Dezembro de 2006 era de 13.515, dos quais 449 causados pelo vírus VIH2, e 189 casos que referem infecção associada aos vírus VIH1 e VIH2.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.