Sida: Conferência «Ser Positivo no Combate à Discriminação»

Ministro da Saúde anuncia mais centros de diagnóstico do HIV

18 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

O ministro da Saúde, Luís Filipe Pereira, anunciou hoje em Lisboa o alargamento a todos os distritos, e até ao final do ano, da rede de centros de aconselhamento e de diagnóstico precoce do vírus da SIDA.
 

 

Com estes centros de despistagem, o ministério quer fazer «baixar o nível de ansiedade» da população e apoiar os doentes portadores do VIH.
 

 

A promessa do ministro foi feita na conferência «Ser Positivo no Combate à Discriminação», que decorre no Centro Cultural de Belém, organizada pela Comissão Nacional da Luta contra a Sida (CNLCS).
 

 

Sobre a discriminação, Luís Filipe Pereira apelou a uma união das instituições públicas e privadas e dos profissionais de saúde na luta «contra a ignorância» e no combate a situações de estigma, através da informação e respeito pelos direitos dos doentes.
 

 

Discriminação e justiça
 

 

As pessoas com VIH que se sintam discriminadas devido a esta doença contam com «poucos ou nenhuns» instrumentos jurídicos para se defender, afirmou Paula Lobato Faria, jurista que esta terça-feira vai abordar esta problemática numa conferência.
 

 

Problemas que sobram, ao contrário dos instrumentos jurídicos que faltam para defender os infectados com o VIH de atitudes discriminatórias, afirma Paula Lobato Faria, jurista e professora da Escola Nacional de Saúde Pública.
 

 

Paula Lobato Faria não tem dúvidas de que falta uma legislação específica eficaz. Isto porque, para proteger os doentes com VIH de atitudes discriminatórias, existe apenas a Constituição, uma «lei essencialmente simbólica» nesta área.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.