Sexo do bebé pode ser conhecido durante o primeiro trimestre de gravidez

Estudo publicado no “The Faseb Journal”

09 janeiro 2012
  |  Partilhar:

O sexo dos bebés pode ser conhecido durante o primeiro trimestre de gravidez através de uma simples análise sanguínea, dá conta um estudo publicado no “The Faseb Journal”.

 

Geralmente, a determinação precoce do sexo fetal tem sido realizada através de procedimentos invasivos como a biópsia de vilo corial ou amniocentese. No entanto, estes procedimentos invasivos ainda estão associados a um risco de 1 a 2% de aborto e não podem ser realizados até a décima primeira semana de gestação. Adicionalmente, a determinação fidedigna do sexo do bebé através da realização de ecografias não pode ser realizada no primeiro semestre, pois o desenvolvimento dos genitais externos ainda não está completo ", revelou, o líder do estudo, Hyun Mee Ryu, da Kwan Dong University School of Medicine, em Seul, Coreia.

 

Assim, o objetivo deste estudo foi desenvolver um método simples, eficaz e não invasivo que determinasse o sexo do bebé precocemente. Para tal, os investigadores colheram, durante o primeiro trimestre de gravidez, o plasma de 203 mulheres grávidas que se encontravam entre quinta e a décima segunda semana de gestação. A presença de ADN fetal circulante foi confirmada através de uma técnica utilizada habitualmente na biologia molecular, o PCR quantitativo (do inglês, polymerase chain reaction). Os investigadores mediram posteriormente, no plasma materno, a quantidade de DYS14, uma sequência de ADN específica do cromossoma Y, e de GAPDH utilizando uma técnica laboratorial semelhante. Os resultados foram confirmados fenotipicamente na altura do nascimento.

 

Os investigadores concluíram que a razão entre as quantidades de DYS14 e GAPDH no plasma materno era um biomarcador eficaz para a deteção, não invasiva, do sexo fetal durante o primeiro trimestre de gravidez.

 

“Apesar de ser necessário mais estudos antes de este teste estar amplamente disponível, esta investigação mostra que é possível prever o sexo do bebé desde as primeiras semanas após a conceção, revelou o editor chefe deste jornal, Gerald Weissmann. “Atualmente são fornecidas informações erróneas aos pais sobre o sexo do seu futuro bebé, este teste poderá resolver quaisquer incertezas associadas aos resultados das ecografias”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.