Sete minutos de exercício intenso é tudo o que as crianças necessitam

Estudo publicado nos “Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine”

15 novembro 2012
  |  Partilhar:

As crianças necessitam de pelo menos sete minutos de atividade física intensa diária, sugere um estudo publicado nos “Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine”.
 

“As crianças não necessitam de uma grande quantidade de atividade física intensa para serem saudáveis, sete minutos ou mais de exercício físico intenso é tudo o que é necessário. Contudo, estes sete minutos têm de ser intensos para que o ganho de peso, obesidade e todas as suas consequências nefastas para a saúde não ocorram”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Richard Lewanczuk.
 

Neste estudo os investigadores University of Alberta, no Canadá, monitorizaram, ao logo de sete dias, o nível de atividade física de 600 crianças que tinham entre nove e dezassete anos de idade. O peso, perímetro de cintura e pressão arterial foram também monitorizados regularmente.
 

O estudo apurou que cerca de 70% das crianças despendiam o seu tempo em atividades sedentárias, cerca de 23% praticava exercício físico ligeiro, 7% exercício físico moderado e apenas 0,6% estava envolvido em atividades físicas intensas. Foi verificado que no geral os rapazes eram menos sedentários que as raparigas.
 

Os investigadores constataram que quanto mais intensa era a atividade física, menor era a tendência das crianças serem obesas. O aumento do tempo despendido em exercício físico intenso também permitiu às crianças obesas melhorarem as suas aptidões físicas bem como diminuírem o seu perímetro abdominal.
 

Os autores do estudo concluíram que para a atividade física ter efeitos significativamente positivos tinha que ser intensa e perdurar pelo menos sete minutos.
 

“Estes resultados sugerem que as caminhadas não são suficientes. As crianças têm de ter uma atividade física intensa conjuntamente com uma atividade física moderada de base”, referiu o investigador.
 

Richard Lewanczuk espera que estes resultados ajudem os estabelecimentos de ensino a decidir o tipo de atividade física mais apropriada para as crianças. Por outro do lado, o investigador incentiva os pais a levaram os seus filhos a praticar atividades físicas intensas, que saiam fora da rotina.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.