Serviços de saúde actualmente grátis vão passar a cobrar taxas moderadoras

Medida governativa cria celeuma

19 setembro 2006
  |  Partilhar:

O ministro da Saúde, Correia de Campos, admitiu terça-feira criar taxas moderadoras para serviços actualmente gratuitos para os utentes, como o internamento ou a cirurgia de ambulatório, adiantando que a medida pode ser aplicada em breve.
 

 

Em entrevista à Lusa, Correia de Campos disse que essa possibilidade não tem apenas fundamentos económicos, que resulta num valor "mínimo" de receitas e que os objectivos são mais estruturais como a moderação do acesso e a valorização do serviço prestado.
 

 

A intenção do ministro da Saúde de criar novas taxas moderadoras nos serviços de saúde foi amplamente contestada por movimentos de utentes e partidos políticos, que a classificam como "um novo imposto".
 

 

Para esclarecer a medida, a comissão parlamentar de saúde aprovou ainda ontem a audição do ministro da Saúde no Parlamento, no seguimento de dois requerimentos, um do PSD e outro do Bloco de Esquerda, que pediam a presença de Correia de Campos na comissão. Da agenda da reunião com o ministro, ainda sem data marcada, constará a discussão sobre as taxas moderadoras, a reformulação das urgências hospitalares e a execução orçamental do sector.
 

 

Fontes: Lusa e TSF
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.