Ser pai em idade avançada pode aumentar risco de problemas genéticos

Estudo do Laboratório Lawrence Livermore

27 julho 2006
  |  Partilhar:

A qualidade genética do esperma diminui com a idade e os homens que decidem ser pais em idade mais avançada correm mais riscos de gerar crianças com deficiências congénitas, segundo um estudo do Laboratório Lawrence Livermore, EUA.A investigação prova que os homens, tal como as mulheres, também têm um relógio biológico para a fertilidade. "Só que, ao contrário das mulheres, que deixam de ser férteis, os homens, com o avançar da idade, sofrem uma mudança gradual na fertilidade", disse Andrew Wyerobek, um dos autores do estudo."Esta pesquisa mostra que os homens que decidem ser pais em idade mais avançada correm não apenas o risco de ter mais dificuldade em conceber como aumentam o risco de gerar crianças com problemas genéticos, como o nanismo", referiu.De acordo com dados do estudo, desde 1980 registou-se um aumento de 40% no número de homens com idades entre os 35 e os 49 anos que tiveram o seu primeiro filho e uma baixa de 20% nos pais com menos de 30 anos.Fontes: Diário de Notícias e Imprensa Internacional

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.