Sequenciar cem mil genomas humanos é a próxima ambição do Nobel da Medicina

Sydney Brenner esteve em Portugal

15 outubro 2002
  |  Partilhar:

Sequenciar o genoma de cem mil pessoas até 2020 é uma das próximas ambições do prémio Nobel da medicina 2002, Sydney Brenner, que proferiu ontem, em Lisboa, a sua primeira conferência de imprensa após a atribuição do galardão.
 

 

A ideia de pegar em cem mil pessoas ao acaso, sequenciar o seu genoma e acompanhá-las durante a sua vida é uma das formas que considera essencial para perceber, de facto, o livro da vida.
 

 

O cientista britânico de 75 anos recebeu o Prémio Nobel por um trabalho que ajudou a perceber o processo de morte das células, com aplicações nomeadamente no tratamento do cancro.
 

 

Presidente do Conselho Científico do Instituto Gulbenkian de Ciência, Brenner desloca-se regularmente a Portugal e elogiou o "desabrochar da comunidade científica portuguesa na última década".
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.