Sequenciado vírus chikungunya

Investigação do Instituto Pasteur

19 junho 2006
  |  Partilhar:

 

Cientistas do Institut Pasteur, em França, conseguiram detectar a origem e a evolução do vírus chikungunya, causador de uma epidemia no oceano Índico, graças à sequenciação completa do genoma de seis estirpes virais isoladas em doentes na Reunião e nas Seicheles.
 

 

Segundo um estudo publicado na revista científica PLoS Medicine, os investigadores também descobriram uma mutação num gene do vírus que terá facilitado a sua adaptação ao mosquito Aedes albopictus, que não se sabia ser vector do vírus chikungunya. A investigação mostrou ainda que as estirpes virais do oceano Índico são próximas entre si e aparentadas a estirpes da África oriental, central e do sul isoladas entre 1952 e 2000.
 

 

Além da sequenciação completa de seis estirpes virais, os investigadores efectuaram a de um gene de vírus proveniente de 121 outros pacientes da ilha francesa da Reunião, Madagáscar e das ilhas vizinhas (Seicheles, Maurícias e Mayotte). Este trabalho permitiu pôr em evidência várias mutações numa estirpe viral colhida num paciente da Reunião que sofria de meningo-encefalite, estando em curso estudos para determinar se estão associadas a uma maior virulência neurológica do vírus.
 

 

A doença, que se manifesta por febres altas e fortes dores articulares, tem afectado populações de vários países do Oceano Indico. Só na Reunião, a epidemia já contaminou 25 mil pessoas, ou seja um quarto da população.
 

 

Fontes: Público on-line e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.